quinta-feira, 17 de maio de 2018

És responsável?

Sempre que ouvimos falar de responsabilidade social pensamos, maioritariamente, no âmbito organizacional e raramente refletimos sobre a responsabilidade social do indivíduo. Mas na verdade a responsabilidade social começa em cada um de nós.

Eu sei que o meu trabalho é uma gota no oceano, mas sem ele o oceano seria menor. 
Madre Teresa de Calcutá

Ora o que se entende por responsabilidade social do indivíduo é a atitude que cada um de nós tem relativamente ao que o rodeia, é a proatividade, ou não, de influenciar positivamente o ambiente que nos rodeia, seja ele as pessoas ou a natureza ou bens materiais.

Seres responsável socialmente significa que te sentes engajado com a comunidade a que pertences que te interessas, preocupas com o que nela acontece, que participas ativamente ou contribuis passivamente. É, enfim, quereres saber e agires para melhorar. 

Para teres uma atitude com responsabilidade social poderás:

- participar em eventos, organizando-os ou colaborando com os organizadores, ou mesmo apenas como assistência, garantir que ocupas o teu lugar e ajudas no sucesso do evento organizado por outros já é, por si mesmo, uma contribuição valiosa.

- preocupas-te com a doação de bens, procuras saber a quem fazem falta e onde podes entregá-los de forma a serem justamente distribuídos.

- cuidados com o ambiente, não apenas com a reciclagem e a sustentabilidade, mas assegurando que os espaços estão limpos e ajudando à sua revitalização sempre que necessário.

- doação de dinheiro e bens em recolhas organizadas.

- doação de sangue.

- participação em iniciativas que precisem de voluntários para recolha de bens/alimentos.

Na verdade, ser responsável socialmente pode manifestar-se de várias maneiras e todas elas significam o mesmo, ir além do que nos é exigido por lei, é quer ser um elemento que acrescenta valor na sua comunidade. É, ao fim e ao cabo, expressar uma cidadania ativa que depende unicamente da nossa vontade.

Se contribuimos para uma comunidade melhor, estamos a participar na criação de um melhor ambiente para nós próprios vivermos, mais agradável, mais amigável, mais seguro.

Se você quer transformar o mundo, experimente primeiro promover o seu aperfeiçoamento pessoal e realizar inovações no seu próprio interior. Estas atitudes se reflectirão em mudanças positivas no seu ambiente familiar. Deste ponto em diante, as mudanças se expandirão em proporções cada vez maiores. 
Dalai Lama


Sem comentários:

Enviar um comentário