quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Gestora de Família | As pastas

Como todos os Diretores ou Administradores quando assumem o cargo, a tua tomada de posse como Gestora de Família exige que conheças as pastas que irás ter em mão. Não comeces a arregaçar as mangas já. Senta-te e reflecte sobre as áreas que tens que gerir. Tens de tê-las bem identificadas e reconheceres as suas vicissitudes e as suas pequenas nuances.

Cada família é uma realidade e terá as suas pastas específicas, mas de uma forma em geral as pastas que indico em seguida serão comuns:

Pasta de Aquisições: terás com certeza que fazer compras, não só de manutenção da casa, como comida e detergentes, mas as de roupa e calçado, as de material escolar, as de prendas, entre outras.

Pasta das Finanças: aqui cabe gerir o orçamento familiar, tem que ver com as entradas de dinheiro e os gastos regulares mensais, como os contratos de água, eletricidade, gás, audiovisuais e ginásios, os gastos semestrais ou anuais, como inscrições em escolas, o IMI, seguros dos carros. É também aqui que terás que gerir as compras de supermercado e estabelecer limites para os teus gastos. É como se o teu Diretor de Aquisições (tu, ou alguém em quem delegues esta pasta) te apresentasse uma proposta de aquisições e tu irás pedir ao teu Diretor Financeiro para verificar se aquela propopsta está dentro do desejado e respeita o orçamento ou se aquela despesa em particular está cabimentada. Há dinheiro para aquela aquisição? Tem atenção que o facto de haver dinheiro, que é o que o Diretor Financeiro te diz, não significa que seja comprada. Tu, como Gestora irás decidir se está alinhada com os objetivos da Família.
Imagem

Pasta da Manutenção: aqui entra a manutenção dos espaços-casa, limpeza, tratamento de roupa, viaturas. 

Pasta da Comunicação: o Diretor da Comunicação é quem gere a agenda da família. São incluídos os compromissos pontuais e sociais, mas também as idas médicos-rotina, os aniversários, as festividades.

Pasta da Equipa: esta pasta é fundamental. Não existe organismo, seja em forma de organização, de família ou mesmo de corpo que funcione bem se as suas diferentes partes não estiverem em harmonia. Mas a maior parte das vezes é a pasta mais negligenciada. Temos tendência para secundarizar aquilo cujo resultado não conseguimos tornar palpável. A harmonia de um grupo traz benefícios enormes e pode mesmo ser determinante para o resultado obtido, mas não produz nada de concreto e por isso muitas vezes esquecemo-nos dela. Aqui deverás gerir atividades de fortalecimento da equipa, deverás garantir o seu bem-estar a todos os níveis, por isso incluo alimentação (gerir alimentação de forma a que seja saudável é uma tarefa bastante difícil), o lazer, as atividades de fluxo individuais, como por exemplo um hobby, uma prática desportiva, uma rotina de ir ver futebol, a área espiritual, enfim...já percebeste, não é?

Estas são as grandes pastas, poderás ter necessidade de outras pelas caraterísticas da tua família. Tu, melhor que ninguém, saberás.

Agora, quando te sentares para analisares estas pastas tens que o fazer com a ideia clara do que é que pretendes para a tua família. Queres uma vida tranquila? Queres uma vida agitada cheia de novas experiências? Conforme a tua resposta, esse será o teu rumo. Não te esqueças te aplicar os cinco passos que vimos aqui. Uma sugestão é que após teres definido o rumo, utilizes algum tempo a analisar em que ponto está a Família em cada uma das pastas e depois começares a aplicar os cinco passos, destralha, organiza, planeia, experimenta e adapta. 

A sugestão que te faço é que escolhas uma altura em que não vás ser interrompida. Esta reflexão será muito mais produtiva se conseguires estar concentrada. Sempre que preciso fazê-la tenho cuidado para não ser interrompida e nunca a faço de pijama. Parece tolice? Mas não é. O meu cérebro precisa ser lembrado de como esta atividade é séria e importante, por isso visto-me a rigor! 

Vamos a isso?

Sem comentários:

Enviar um comentário