segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Os teus amigos virtuais

Não é incentivar a amizade virtual, é a crença em que pudemos utilizar as redes sociais a nosso favor. Concordo que não há encontro pessoal que possa ser substituído pela conversa virtual. Apoio a ideia de que não há conversa cara a cara que possa ser trocada por palavras escritas no telemóvel. Mas sejamos realistas. As redes sociais permitem aquilo que não nos era possível de outra forma. Permitem manter uma ligação quase diária a pessoas cujo quotidiano é tão diferente do nosso, por vezes a quilómetros de distância, e que de outra forma não seria possível. E qual é o mal? Serei eu menos amiga da Vera que não vejo há anos, mas com quem mantenho uma ligação virtual de muitas conversas, ou da Sofia que embora em encontre pessoalmente todos os dias temos muito pouco em comum?

Imagem
As redes sociais trazem-nos isso, uma ligação que já não precisa de estar presa ao local e ao tempo, deram-nos a liberdade de sermos amigos daqueles que mais significam para nós, mesmo que estejam muito, muito longe. 

As redes sociais trouxeram-nos mais. Permitem que te ligues a pessoas que têm os mesmos interesses que tu. Que gostam de partilhar ideias sobre aquilo que vos une, que te fazem aprender, que te incentivam a evoluir. E isso é mau? 

Qual é o segredo? O segredo é o equilíbrio e o uso intencional. Não te deslumbres pela facilidade de ligação, mantém-te fiel a quem és. Mantém-te focado naquilo que interessa, a rede social que estás a utilizar é uma ferramenta ao teu serviço, aquilo que nela irás procurar será o que dela irás tirar. Usa-a com sabedoria.




Sem comentários:

Enviar um comentário